quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016

As agências de risco tem um viés político partidário

Analisando estes singelos dados abaixo podemos chegar a conclusão que  o rebaixamento do Brasil por essas agências de risco tem um viés político partidário.

No final dos governos do PSDB em 2002, o Brasil passou a ocupava a 12ª posição no ranking na economia mundial.  Em 1998 o Brasil ocupava 8ª posição devido uma política de exclusão social, falta de incentivo a indústria e comercio    em menos de cinco anos foi ultrapassado por Canadá, Espanha (em 1999); México (em 2001); Coréia do Sul. Contudo as agências de risco e até o FMI diziam que o Brasil era o melhor lugar para investir. Difícil acreditar.

Hoje o Brasil com o Governo do PT (LULA e DILMA ) o Brasil passou novamente a ocupar a  8ª posição,  graças a manutenção do ativismo da política industrial e recuperação das suas potências, com papel forte do Estado e coordenação das políticas (desenvolvimentismo) em conjunto com o fomento dos programas Sociais.


Veja o quadro da evolução do Brasil no ranking na economia mundial.