terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

Defender a Petrobras é defender o Brasil

Lula, sindicalistas Trabalhadores, estudantes, artistas, intelectuais e movimentos sociais fazem ato em defesa da Petrobras

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva confirmou participação no manifesto em defesa da Petrobras, Defender a Petrobras é defender o Brasil, realizado nesta terça-feira (24). Organizado pela Central Única dos Trabalhadores (CUT) e pela Federação Única dos Petroleiros (FUP), o ato acontece a partir das 18h, na sede da Associação Brasileira de Imprensa, no centro do Rio de Janeiro.
Com a presença de diversas autoridades, de artistas e de representantes de movimentos sociais, a manifestação, Defender a Petrobras é defender o Brasil, denuncia uma “campanha visando a desmoralização da Petrobras” e exige ações de defesa do governo diante de “ataques” sofridos pela empresa. 
O encontro pretende lançar, nacionalmente, uma campanha de resgate da imagem da Petrobras. O manifesto “Defender a Petrobras é defender o Brasil” está disponível na internet para adesões.
De acordo com o documento, os que dirigem esses ataques, por meio de notícias e ações políticas, são os mesmos que se opuseram à criação da Petrobras na década de 50. O documento também atribuiu os ataques aos “que tentaram privatizá-la e enfraquecê-la na década de 90 e se opuseram ferozmente a nova legislação do pré sal brasileiro”.
Tuitaço – Pessoas de todo o Brasil também poderão participar do ato em defesa da Petrobras, pela internet. O Partido dos Trabalhadores convoca a militância para um “tuitaço” nas redes sociais a partir das 18h, horário previsto para início do evento. Para participar, basta utilizar a hashtag #soupetrobras.
Por Priscylla Damasceno, da Agência PT de Notícias.