sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015

O assombroso silêncio no Brasil em torno do escândalo HSBC


Um conjunto de dados do HSBC, com informações sobre 6.600 contas bancárias secretas de 8.667 brasileiros (pessoas físicas ou jurídicas) na Suíça, está em investigação. São correntistas que somam saldo de US$ 7 bilhões.
Um ex-funcionário do HSBC suíço colecionou-os durante quase dez anos e decidiu entregá-los às autoridades fiscalizadoras e a um consórcio internacional de jornalistas investigativos.
No caso dos brasileiros, os dados estão sendo analisados para determinar se há ilegalidade nessas operações bancárias ou se os valores foram declarados à Receita Federal. As informações estão há três meses com as autoridades brasileiras, sem que tenha havido consequências até aqui.
O banco britânico HSBC manteve 106 mil contas secretas em sua filial na Suíça. Calcula-se que grande parte do dinheiro tenha origem em esquemas de evasão de divisas, sonegação fiscal e crimes como narcotráfico, contrabando e corrupção política. As