quinta-feira, 22 de outubro de 2015

Alexandre Garcia provocou polêmica ao dizer que “o país não era racista até criarem as cotas”.



O jornalista Alexandre Garcia, porta-voz do governo General Figueredo, da Globo, conseguiu falar outra bobagem numa lista que parece interminável. Comentando sobre o cadastro do Simples Doméstico, Garcia descobriu o seguinte: “O país não era racista até criarem as cotas”.

Várias pessoas comentaram nas redes sociais mostrando  indignação  na fala de Alexandre Garcia, usando falsidade intelectual e abusando de privilégio branco.

Alexandre Garcia é patético e preconceituoso, de uma família tradicional Europeia, na qual todo ano se reuni e nesse meio você não ver o legitimo brasileiro a mistura do negro do branco e do índio Este Senhor  quer mostrar uma história reinventada, quer distorcer os fatos. 

É notório que os negros do continente Africano  não vieram como os Ancestrais de Alexandre Garcia em explorar o Brasil. Os negros vieram para ser escravos, agachados no porão do navio negreiro remando da África ao Brasil, muitos não conseguiam chegar e eram jogados ao mar! Os livros de História publicados recentemente sumirão com a verdade dos Índios e negros. Como não bastasse, agora vem esse senhor querer reinventar a história e dessa forma tirar o direito de fazer justiça Social, negada ao longo da História ao negro e ao Índio. 

Quando os Alemães reconheceram as atrocidades que fizeram com os Judeus cada descendente ganharam 1.000.000, Euro. 

E os descendentes dos negros escravos e índios que sofreram atrocidades pelo ancestrais de Alexandre Garcia?