segunda-feira, 9 de março de 2015

O panelaço da classe media alta falhou. A burguesia nunca pegou em uma panela

A manifestações que aconteceram em algumas cidades brasileiras durante pronunciamento da presidenta Dilma Rousseff,  “o chamado “panelaço”, realizado por moradores de bairros nobre de classe média alta, como  Águas Claras (DF), Hegianopolis,  Morumbi e Vila Mariana, em São Paulo, e Ipanema, no Rio, foi um fracasso
A comprovação do curto alcance do protesto veio pelas próprias redes. A hashtag#DilmadaMulher, em apoio à presidenta, tornou-se uma das mais usadas pelos internautas e entrou  para o trending topics do Twitter, durante a fala da presidenta em cadeia nacional de rádio e tevê.
O chamado panelaço orquestrado com viés golpista dos setores da burguesia da classe média alta e com apoio dos partidos de oposição e de alguns meios da imprensa  com clipes sofisticados nas redes sociais falhou. Tanto é que  foi ironizados na internet.


No Twitter, o panelaço virou piada. “Minha amiga agora: Aqui no Nordeste, nenhum panelaço. Acho que é porque não tem mais panela vazia por aqui”, postou Camila Moreno em seu microblog.
Em nota o PT define que essas reações  são semelhantes às que estimularam as chamada  “Marchas da Família”, com o apoio da grande mídia, e se tornaram os baluartes do golpe que derrubou o presidente João Goulart afirma José Américo.